para o dia os namorados



já imaginava seu gosto doce em minha boca, seu olhar sobre o meu e a insinuação de nossos corpos. só de conversar contigo pelo telefone, já imaginei o que aconteceria conosco. paixão. no começo é aquele ardor, uma ânsia de nos vermos todos os dias, boca com boca, gostos se misturando num desejo ardente. amor. depois vem o sossego, o coração calmo, sentindo, prevenindo, recebendo e doando carinho, o ciúmes, apesar de presente, indica que o outro ainda gosta da gente. cumplicidade. trocas de confissão, palavras de amor, gestos generosos e simples. saudade. o corpo clama pelo outro com a distância, pensamento sempre presente na imagem da outra pessoa. felicidade. isso tudo se misturando com o sonho, a ilusão, o perdão, o toque e a vontade de sempre estar sentindo mais e mais. e o melhor: junto com a pessoa que amamos.

Comentários

Michele Langoni Dias disse…
Adorei minha amiga.
A melhor descoberta da vida, é sentir que o melhor nao é o fogo da paixao e sim, a chama constante, amena e confortável do amor. Sensaçao de voltar pra casa... Acredito nisso e foi o que senti ao ler teu texto.
Fico muito feliz de ver duas pessoas tao queridas descobrindo juntas o que, pra mim, é o melhor da vida.
bessos
b|rando disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
b|rando disse…
até que falar sozinho não é tão ruim assim. ou não.

entre duas pessoas, o que importa é querer mais e mais e mais e mais e mais. e mais um pouco.

Postagens mais visitadas deste blog