O cinema pensa - Julio Cabrera

19:40

Ler esse livro é como estar assistindo uma aula. Os capítulos são divididos, como o próprio autor define, por exercícios; e em cada exercício fala sobre um ou mais filósofos. E para entender a filosofia desses grandes escritores, Cabrera comenta sobre alguns filmes de grandes diretores como Frank Capra, Stanley Kubrick, Hitchcock, Michelangelo Antonioni, Luis Buñuel, Ingmar Bergman, Spielberg, Tim Burton, Tarantino, entre tantos outros.
Não há como explicar o livro. É uma leitura gostosa para quem gosta de cinema e Filosofia. Para os leigos é ótimo porque entende-se alguns filósofos (p. ex. Nietzsche, Kant, Marx, Sartre e outros). Ensina também o espectador a pensar sobre o filme que está assistindo. Depois desse livro, pode ser que o cinema não seja mais simplesmente uma diversão, mas também um aprendizado.

"Que o cinema seja uma enorme simulação não diz nada contra sua pretensão de verdade. Será preciso ver como essa simulação se situa com relação à realidade. Até a ciência está cheia de simulações. A presença da simulação não diz nada por si mesma. É preciso ver se pode existir um uso filosófico da simulação do cinema."
Julio Cabrera (pág. 37)

You Might Also Like

4 pensamentos