20:46

Em tempos como esse não sabemos mais o que fazer. Tudo parece estar desviando de seu curso normal. As pessoas já não se conhecem e nem se cumprimentam. Os sonhos estão acabando como algodão doce. A verdade agora é ambígua. A televisão ensina a amar com ódio e odiar com amor. Os livros estão sendo esquecidos para se ficar em frente da TV e do computador. As músicas ensinam coisas ruins, já não se fala mais de amor e liberdade como nas músicas dos Beatles. Em tempos como esse somos capazes de matar por um pedaço de pão. Colocamos, involuntariamente, crianças para procurar comida no lixão. Tememos ser assaltados, mortos, vitimados de qualquer jeito por nossos irmãos. Porque somos todos irmãos! Não respeitamos as diferenças, não respeitamos a nós mesmos. Somos infelizes, porque antigamente sabíamos exatamente o que queríamos, e hoje sabemos exatamente o que não queremos. Nossos sonhos estão virando nossos piores pesadelos! Estamos deixando escapar oportunidades. Somos inertes! estamos inertes! Deixamos nossas vidas fechadas para as pessoas que se aproximam e nos amam. Magoamos. Somos magoados. E para quê? Me respondam, por favor, para quê? Estamos sentenciados a viver numa prisão: nossas próprias casas. Já não saímos, já não amamos mais com tanta segurança, estamos entrando num abismo que pode nos engolir a qualquer momento. Para quê? Por quê? E para quem?

You Might Also Like

3 pensamentos