Minotauro

20:45

Busto de Minotauro

Monstro de corpo de homem e cabeça de touro, nascido dos amores proibidos da rainha de Creta, Parsífae, com um magnífico touro branco que o rei Minos recusara-se a sacrificar a Poseidon. Para afastá-lo dos olhares de seus súditos, o rei encerrou-se no labirinto (havia, de fato, em Cnosso um labirinto em mosaico, indicando o local dos dançarinos que ali executavam uma dança ritual chamada de dança do labirinto). A cada nove anos, os atenienses deviam enviar um grupo de sete rapazes e sete moças (final do Grande Ano), que serviam de pasto a Astério ou Astérion, o Minotauro. Este foi morto por Teseu, ao qual Ariadne dera um novelo de fio de linho que, desenrolando-se, o levou até o monstro adormecido, que ele matou com um golpe de maça (ou com uma espada dada por Ariadne), e, voltando a enrolar-se, permitiu-lhe encontrar a saída do labirinto.

** O Minotauro foi originariamente o aspecto noturno, sombrio e terrível de uma antiga representação egito-cretense do deus-sol encarnado e rei divino. Encarnação da dualidade da natureza humana (corpo-matéria e espírito-alma), é também a imagem do monstro-tirano ávido das prerrogativas insaciáveis do "meu" e do "eu", o símbolo do desenvolvimento abusivo do ego, que é "uma maldição para ele próprio e para a sociedade em que ele vive...". Atitude que pode provocar desastres na esfera pessoal do indivíduo e no "escalão do mundo". O combate de Teseu e do Minotauro representa, como todos os combates míticos, a luta entre o bem e o mal, a vitória sobre o aspecto negativo da personalidade.

Luta entre Minotauro e Teseu

You Might Also Like

0 pensamentos