meus olhos dóem
meus olhos ardem
queima meu rosto
as lágrimas que
derramo

a solidão não é
mais dolorida
que palavras
que se deixa
de falar

o grito sai
mudo
e o medo
constrói seu
escudo

o fim do caminho
não tem mapa
não tem companhia
não tem sorrisos
só tem o nada.