Dor sufocada
Choro abafado
A noite limpa, estrelas brilhando
Vento batendo em meu corpo nu
Mente nua
Feridas abertas, cicatrizando
Olhando dentro do coração
Plantas crescendo, plenamente
Trazendo minha mente para um plano superior
A solidão é boa, até um ponto
Com quem conversar sobre o que senti?
A música vai tocando meu corpo
Fecho os olhos
Corro por aí.
Estou aqui.
Estou, apenas.

Vou começar agradecendo a todos meus leitores fiéis, que sempre estão comentando e me visitando. Muito, muito obrigada. Este blog está quase chegando em 3 mil visitas e o Meias palavras passou de mil.
E falando no Meias palavras, eu o atualizei. A nova resenha é do livro O Perfume, de Patrick Süskind. No post sobre olfato aguçado do dia 17 de junho, a Ana deu a dica para eu ler esse livro e como já havia lido há algum tempo, além de ter assistido ao filme, aproveitei e postei a resenha lá no meu outro blog.
Espero que vocês gostem!
Bjo grande a todos e sejam sempre bem vindos!

17 reasons why

1 - Seus olhos brilham quando me vêem
2 – Sinto calafrios ao te ver
3 - Você anda ao meu lado, sempre dando um jeito de esfregar sua mão na minha
4 – Você me surpreende com pequenos gestos, principalmente quando aparece em minha casa sem me avisar, me deixando super feliz
5 – Quando me toca, é como se fosse sempre a primeira vez
6 – Você me escuta
7 – É impossível te criticar ou você me criticar
8 – Você dança comigo em qualquer lugar
9 – Você me faz sentir que todos os dias são ensolarados e cheio de estrelas, mesmo em dias de chuva
10 – Seu beijo é delicioso
11 – Quando me olha, me faz sentir a pessoa mais importante do mundo
12 – Você perdoa meus piores defeitos
13 – Você topa qualquer coisa para estar comigo
14 – Por você, eu poderia atravessar o mundo a pé
15 – Todas as músicas fazem sentido quando estou contigo
16 – Todo meu corpo e toda minha alma te pertencem, assim como o seu corpo e sua alma me pertencem. Mesmo assim podemos ser indivíduos com desejos diferentes e não discutirmos por isso, apenas acrescentar.
17 – Por tudo isso, o mais importante de todas as razões: Eu te amo!
___________________________________________________________________________________
Esse texto foi inspirado em uma placa que vi na série The L Word. Nessa placa estava escrito o título desse texto 17 reasons why.

A fumaça apagou todas as lembranças
O sonho foi embora como um raio
A voz desapareceu pela escuridão
O corpo derreteu como gelo
A vida fluiu
O olhar morreu
O tesão ejaculou em outros cantos
O mundo paralisou

Enquanto isso, estava aqui sentada
Lendo um livro
Sorrindo para sua fotografia
Pensando em quantas oportunidades perdidas
Nas palavras não ditas
No sufoco do desejo
No refrão de uma música.

Para você...

... que nunca lerá isso, que jamais saberá, que é inatingível e inseparável de mim. Um dia, eu espero...

"Como se te perdesse, assim te quero.
Como se não te visse (favas douradas
Sob um amarelo) assim te apreendo brusco
Inamovível, e te respiro inteiro

Um arco-íris de ar em águas profundas.

Como se tudo o mais me permitisses,
A mim me fotografo nuns portões de ferro
Ocres, altos, e eu mesma diluída e mínima
No dissoluto de toda despedida.

Como se te perdesse nos trens, nas estações
Ou contornando um círculo de águas
Removente ave, assim te somo a mim:
De redes e de anseios inundada."

Hilda Hilst
, Amavisse
, II

Olfato aguçado

Não sei por que, mas às vezes sinto cheiros. Assim, do nada! Estava sentada aqui lendo blog de meus amigos e senti um cheiro de perfume, gostoso, cítrico, mas foi muito rápido. Isso acontece com frequência e por meros segundos. Será que meu olfato é aguçado? Será que meu cérebro está produzindo cheiros em minha cabeça e eu sinto pelo ar? Será que estou ficando louca?
Alguém saberia me explicar o que está acontecendo?

Quero me encontrar no fundo do meu coração inseguro. Quero ter certeza das minhas falas, meus gestos. Quero escutar a voz sair de sua boca e entrar em meu ouvido, num sussurro desesperador de desejo. Ouço a batida descompassada do coração de alguém. Talvez o do meu coração misturado com o seu. A imagem de sua mão percorrendo meu pescoço e me puxando de encontro a sua boca macia. Gemidos de desejo. Olhar devorador.
Quero encontrar a lua iluminando meu quarto quando abrir meus olhos e ver você deitada, nua, em minha cama. Acariciar suas costas. Beijar sua nuca. Ler poesia em seu ouvido. As palavras mastigam minha mente. Não consigo dizer tudo o que quero. Elas paralisam. Você continua a dormir. Saio da cama e vou para varanda fumar um cigarro. Realidade ou sonho? Tudo é muito confuso neste segundo. A vida vai passando devagar aos nossos olhos. Um carro passa buzinando e te acorda. Ao levantar me procura pela casa e segue a fumaça com cheiro de menta. Senta ao meu lado e encosta a cabeça em meu ombro. A lua está linda! Ficamos assim até o sol nascer e trazer a realidade diária para nossos corpos tocados pelo desejo da paixão.

Caminhada em noite agradável

A noite estava chegando, a lua, linda e branca, estava nua. O céu não tinha uma nuvem sequer. Estava um dia agradável e resolvi caminhar. Caminhar para mim significa dar uma volta na Lagoa. Logo que cheguei, vi duas mulheres caminhando de mãos dadas e fazendo carinho uma na mão da outra. Foi a cena mais linda que vi esta semana! O chato é ver algumas pessoas olhar de esguela e ficar comentando depois. Mas só pela coragem delas valeu o dia.
Acho que deveria ter mais pessoas assim, que não tem vergonha de mostrar quem são. Homens andando de mãos dadas ou abraçados com outros homens. Mulheres com mulheres. O amor é infinito e não existe sexo. Sentimento não tem sexo!
Eu não sei se eu teria coragem. Mesmo porque jamais namorei alguém que tivesse coragem de se mostrar dessa maneira. Como estamos no mês da diversidade sexual, achei que seria uma história linda e interessante de se contar aqui. Vamos dizer não à homofobia! E, se alguém presenciar alguma manifestação homofóbica, denuncie, pois homofobia é crime!


A fumaça sai
Impregna o ar
Com gosto de morango-erva
Gosto de morango de Eva
Lua verde e rosa
Roça o ar de nossas almas
Inspiradoramente
Olfativamente
Sabores inéditos a estes encontros
À luz da lua alta
Á luz de velas
Ronco de água borbulhante
Pandeiro, flauta, derbaque
Silêncio, descanso, roda
Descansa o silêncio nos lábios
Distraídos ao sabor de rodelas aromáticas de fumaça
O debarque apalpa nossos poros enlanguescidos
Chacoalhados pelo mate
Palpos
Apalpos
Popópópó
Poros no parapeito da janela
Cheiro de vela
De morango-fumaça
Mate-puro
Noite doce
Olhos enquadrados
Vela apagada
Luz acesa
Fumaça...
Fumaça...
Morango...

escrito por mim, claudia, fernando, angela e miwa

A fumaça apagou todas as lembranças
O sonho foi embora como um raio
A voz desapareceu pela escuridão
O corpo derreteu como gelo
A vida fluiu
O olhar morreu
O tesão ejaculou em outros cantos
O mundo paralisou

Enquanto isso, estava aqui sentada
Lendo um livro
Sorrindo para sua fotografia
Pensando em quantas oportunidades perdidas
Nas palavras não ditas
No sufoco do desejo
No refrão de uma música

Assis

foto tirada por minha prima Muryel

Assis, cidade dos três "s". Cidade onde vivi a maior parte da minha vida e onde minha família mora até hoje. Cidade me acalentou, enxugou minhas lágrimas, recebeu minha raiva, foi injuriada e injustiçada por mim. Nunca gostei de lá, enquanto estive lá. Hoje, pensando bem, até que gosto do sossego daquela cidade pequena, onde o céu à noite tem mais estrelas que qualquer outro lugar, onde o pôr do sol é maravilhosamente lindo. Onde eu posso ir para me acalmar da cidade grande. Onde eu posso me refugiar e ficar com meus pais, meu irmão, avós e avôs, primos, primas, tios e tias, além dos amigos que deixei por lá. Todos queridos e amados.
Queria escrever milhares de palavras lindas, emocionantes para descrever Assis. Queria poder expressar toda a gratidão que tenho hoje por essa cidade. Mas meu coração agora está dividido, tem dois amores. Assis, Campinas. Campinas, Assis.
Campinas também me recebeu muito bem. Trouxe muitas oportunidades maravilhosas e únicas em minha vida. Além dos amores e mais amigos queridos e amados que aqui tenho. Meu emprego, que adoro de paixão e que aprendo cada dia mais a gostar.
A vida é assim, nos traz surpresas, arrependimentos, mais surpresas, amores, amigos, família. Basta apenas que começamos a ver o que realmente nos interessa e focar toda nossa força nisso.