Um pouco mais do meu "eu" romântica...

O seu olhar mistura o meu
Meu coração é todo seu
Vozes, loucuras, sussurros,
Gotas de oceano
ou um resto de pano
Pequeno, grande
Sonho ou céu
Palavras são restos
E resto é muito pouco

Eu quero apenas você
Sentir, gozar
Perder minha solidão
num abraço seu
Ganhar seu coração
num gesto meu.

Apalpo o céu para ter certeza
Escuto o chão, limpo a janela
Em meus devaneios
fumo a fumaça da minha mente

Escorrego em azulejos
Impeço o homem de matar
Grito farpas, giro gritos
Enlouqueço e me demito

Me dê motivo para sorrir
Misturo meu corpo na água
Enterro meus pés na lama
Minha cabeça voa por aí e por ali

Chega chega chega
Chegada, partida
Paro e reflito
Durmo.

No Escurinho do Cinema

É no escurinho do cinema
Que o melhor beijo é roubado
É no escurinho do cinema
Que as mãos se encontram pela primeira vez
É no escurinho do cinema
Que coisas realmente “estranhas” acontecem.

Gostaria de saber o dom de voar
Assim não precisaria estar perto de ti
apenas por pensamento

Gostaria de ter o dom de tocar
E eu faria mil canções
para te abençoar

Gostaria de ter o dom da pintura
Assim pintaria todo o céu
com as cores que te agradam

Quero poder conseguir te fazer sorrir sempre
Não apenas com minhas meninices
Mas também com meu coração

Meu sonho é poder estar com você
Ontem, hoje, amanhã
e até quando nos permitir

Um carinho maior que esse
Nem o universo poderá te dar.

"Sou alguém que se perdeu na multidão, alguém a quem as luzes esfuziantes deixaram estonteado, um zero que viu tudo ao seu redor reduzido a escárnio"
Henry Miller

minhas palavras dormem com meus sonhos
e misturam-se entre desejos e gritos
entre raiva e mansidão

minhas palavras voam com os pássaros
não pousam com freqüência em meus papéis
mas cantam em minha mente

minhas palavras fogem de mim
fogem e reaparecem
mas não me dizem nada

minhas palavras estão sempre por aqui
por ali, por todos os lados
apenas não pertencem mais a mim.