Ultimamente não tenho escrito. Venho, apenas, pensando na vida. Eu tardo em meus pensamentos. É como se fugisse do mundo. Gostaria de estar acompanhada nesses momentos para poder falar de minhas loucuras, minhas bobagens. Mas ela está tão longe de mim! E, ao mesmo tempo, tão perto que quase me assusta! Os toques do piano de Yann Tiersen me dão saudade, mais saudade! O mundo está colorido! Minhas nuvens viajam ao seu encontro... Quanto de mim está em você? Porque me sinto melhor em seus braços e quando estou longe, me sinto tão... tão sozinha? Às vezes não consigo falar ou demonstrar! Me sinto uma egoísta, às vezes... Sinto medo também! Sinto tantas coisas diferentes ao mesmo tempo... Sinto sua pele, sua boca, suas mãos, sua risada, seu olhar, sua voz... Sou um abismo! Sou boba? Sou tua... Sou isto: nada mais nada menos. Me afogo em minhas lágrimas e me refugio em minhas alegrias. Mas quando estou ao teu lado, sou apenas eu. Alegre, triste, rindo, chorando...

Lost in thoughts
Trying to clime my mountains
Swimming in the storm
Screaming my fears to the word

A roupa suja
que suja
meu corpo sujo

A saia justa
que, justamente,
ficou justa

Bobagens
Bobagens
Bobagens

Quero apenas uma dose
de loucura
para enlouquecer
minha mente louca

Sinceramente
a sinceridade
não atinge
minha honestidade

Bobagens
Bobagens
Bobagens

Muitas coisas na cabeça, mas poucas palavras para dizer. Tento me centrar, mas meu equilibrio escapa de mim. Meu coração continua a bater, mas as horas demoram a passar. Tento, mas não consigo.