Não sou menos mulher

Hoje é o dia da mulher, mas vamos parar por um instante e pensar como algumas pessoas são tratadas nesse dia. Um amigo mencionou em seu facebook que as pessoas o estavam parabenizando pelo dia da mulher, afinal ele é gay. Já no meu caso, as pessoas não cumprimentam porque sou lésbica.
O que o faz menos homem por ser gay ou o que me faz menos mulher por ser lésbica? A minha resposta é NADA.
Mas o que faz as pessoas pensarem assim?
Desde que o mundo é mundo, os homossexuais sempre se esconderam por causa do preconceito. Quando passamos a estar mais em evidência porque cansamos de nos esconder, os preconceituosos de plantão começaram a nos estereotipar. Lésbica é mulher-macho, coça o saco e cospe, gays são afeminados e cheios de não-me-toques. Quem criou isso? As mentes pequenas que continuam por aí agredindo, xingando e fazendo comentários ridículos, desrespeitando-nos.
Pessoas muito próximas a mim fizeram esse tipo de “brincadeira” e continuam fazendo, mas ninguém perguntou o que eu sinto com isso. Ninguém se importou em saber o que eu acho sobre isso.
Eu não sou homem, eu não cuspo e nem coço saco. Eu uso saia, sim. Eu passo batom. Eu faço o pé e a unha, além de passar esmalte. Porque o fato de eu gostar de mulher me faz menos mulher e não poder fazer nada disso? O que faz meu amigo menos homem por ele gostar de outro homem?

Quem são essas pessoas que podem julgar dessa maneira? A maioria dessas pessoas não pensam por si só, aliás, muitas delas não pensam nada. Só gostaria que elas vivessem em seu próprio mundo e deixassem que as outras pessoas viverem suas próprias vidas.

Lua bela
despindo sonhos
enraizados
em desejos
tortos
buscando boca
corpo
sexo
buscando ser
ter
prazer
iluminando amores
temores
cores
sombreando peles
e gozando
palavras
sentidos
gemidos

Estou tirando a poeira
dos discos quebrados
do meu coração
Estou apostando nas cartas
que escrevi e nunca li
mas guardei na estante
Escolhi paixões
e me privei de outras
errei e aprendi
Ontem era gatinho
e hoje sou leão
Ganhei a ocasião.