Um Bigo

22:21

versículo 1

com um sorriso e uma altivez que foram presentes da vida, mais o acréscimo de um charme e elegância, ele conquistava todas as mulheres que queria. seus pequenos olhos castanhos brilhavam naturalmente, suas roupas escolhidas a dedo, impressionava qualquer pessoa. alto, bonito e rico. e mesmo assim ele tinha um defeito. um defeito pequeno, mas que nunca o deixou em paz. fora a especialistas, freqüentou centros de umbanda, espíritas, tentou até regressão, mas nada respondia a sua pergunta. nada o fazia mudar.

versículo 2

para ele conquistar era fácil, o difícil era o depois. jamais levava as mulheres pra sua casa, o caminho para o sexo sempre era o caminho mais curto: a casa dela ou o motel. na hora h, sempre falhava. ele se excitava e se fechasse os olhos conseguia transar. só de olhar para o umbigo da mulher ao lado, que o “amiguinho” dele descia feito bomba atômica. seu defeito era procurar o umbigo perfeito. e nenhum o excitava. ou era profundo, ou saltado, alguns eram enrolados, outros não tinha sentido nenhum. mas quem não fazia sentido, na verdade, era ele.

versículo 3

uma noite qualquer, viu uma mulher linda, vestida de vermelho. dress to kill. pronta pra arrasar o coração dos desavisados. e ele era um desavisado. tentou se aproximar, usou seus truques, mas nada fazia com que aquela mulher o olhasse. sentiu um frio na barriga. sentiu que seu coração acelerava. suas mãos tremiam. ela sorriu. ele, então percebeu. ele não era o único que tinha um defeito. ela também o tinha. olhou uma última vez para ela e foi embora. não a viu mais. nem quis. ele se apaixonou por ela e não queria saber, muito menos ver seu umbigo.


ajudou na inspiração: pink floyd, shine on you crazy diamond (parte I e II)

You Might Also Like

1 pensamentos