Reta. Uma linha tênue entre dois pontos. Não tiro meus olhos dela. Tenho medo de me desequilibrar e cair. Cair no abismo. Treva. Solidão. Medo de ser só, de estar só. Medo da loucura possível. Medo que o invisível me domine. Que ele tome conta de mim, do meu corpo, do meu sonho de ser alguém além de mim. Sinto medo das palavras não pronunciadas, que elas possam me espancar e deixar sequelas. Mas a linha continua lá. Reta. Tênue... e inquebrantável.

Comentários

Mauro Castro disse…
Esse novo sistema de comentários do blogger está me deixando, cada vez mais, longe dos meus amigos blogueiros...
Há braços!!
Luiz Carioca disse…
porque essa linha tem q ser reta? talvez entortar um pouco ela, ajude. "A vida é algo muito importante para ser levada a sério." (de alguém q não lembro o nome)
abs
Luiz
Anônimo disse…
ja escrevi algo semelhante ha ser publicado. estamos no mesmo barco temente de naufragar.
Anônimo disse…
eu também ando com medo sobre a linha. ultimamente não posso pensar na possibilidade de pisar em falso...
adooooro Madredeus, prima! Não ando tendo tempo pra sentar aqui no pc e aproveitei hoje pra ler seus posts anteriores também...
bjs e estou aguardando o livro que vc me prometeu!

Postagens mais visitadas deste blog