Desafio aos Leitores com Essência

Fui convidada por Sandra a participar de um desafio: o Desafio aos Leitores com Essência! Esse desafio é escolher um livro que tenha palavras que fizeram você pensar, que puderam mudar um pouco sua vida. Um livro que você guarda com o maior carinho, digamos assim! E o desafio é partilhar esse livro com outros leitores. Esse parágrafo que escreverei é interessante pela última fase, e foi o que mais me chamou atenção quando li, além de adorar esse livro.

"MORGANA FALA...


Em vida, chamaram-me de muitas coisas: irmã, amante, sacerdotisa, maga, rainha. Na verdade, cheguei agora a ser maga, e poderá vir um tempo em que tais coisas devam ser conhecidas. Verdadeiramente, porém, creio que os cristãos dirão a última palavra. O mundo das fadas afasta-se cada vez mais daquele em que Cristo predomina. Nada tenho contra Cristo, apenas contra os seus sacerdotes, que chamam a Grande Deusa de demônio e negam o seu poder no mundo. Alegam que, no máximo, esse seu poder foi o de Satã. Ou vestem-na com o manto azul da Senhora de Nazaré - que realmente foi oderosa, ao seu modo -, que, dizem, foi sempre virgem. Mas o que pode uma virgem saber das mágoas e labutas da humanidade?"

A partir de então, minha visão religiosa começou a mudar. Este parágrafo é do livro As Brumas de Avalon - A Senhora da magia, o primeiro de uma série de quatro livros.

frase extraída da página 9

Comentários

Sandra F disse…
Olá Carolina. Eu também gosto imenso desse livro. Obrigada por ter participado no desafio e ter divulgado no seu blog.
Beijinhos.
Mauro Castro disse…
Passando só pra dizer que o verdadeiro final da história, lá no Taxitramas, é o terceiro. Infelizmente.
Há braços!!
Karam Valdo disse…
Oi Carol.
Acredito que me aprofundei mais em minha esperitualidade quando passei o lado feminino de Deus. Isso soava meio estranho no início, porque todas as religiões que eu conheci profundamente tratavam Deus como o Pai. Mas o mundo que ele criou se mostrava, cada dia mais, com o carinho de Mãe. Foi então que, nos meus textos, troquei a minha denominação para a origem de todas as coisas de "Deus" para "Vida" (com a letra inicial em caixa alta). Isso, de alguma forma, me conforta.
:)
Luiz Carioca disse…
olá, curti o desafio. acho q vou fazer no meu blog.
qto à espiritualidade, eu abandonei a minha, precisava resolver os problemas da carne antes. sigo os ideais anarquistas, q no fundo são como os ensinamentos de jesus. mas penso em jesus como um revolucionário, um exemplo e não como filho de um deus q julga, cobra e castiga. tô fora, acho q o mundo tem muitos problemas a serem resolvidos, eu não conseguiria encontrar sossego no meu espírito se ficar parado.
abs

Postagens mais visitadas deste blog