Crônica de uma memória e de uma paixão

17:42

Ah, hoje a lua está divina! Fez-me lembrar das noites quentes e estreladas de Assis, minha cidade natal. Adorava ficar sentada, ou no chão ou na cadeira, vendo a Lua iluminando meus pensamentos. Nesses tempos eu me misturava de várias formas para agüentar coisas que hoje não posso mais suportar, mas que precisava aprender na época. Hoje sinto que os momentos passados a sós pelas horas intermináveis me ajudou a superar solidões que ainda hoje tenho, mas que necessito de certa forma para me recompor. Gosto de estar sozinha, às vezes, mas também adoro estar com meus amigos. Amores, por enquanto, vieram e foram-se para algum lugar inexplicável e me deixou lembranças de momentos bons e ruins. Hoje, minha companheira e que será eterna é a escrita. Tanto a leitura quanto a poesia. Minhas paixões e seduções. Eu as seduzo e elas me seduzem. Quando passo a tinta pelo papel e as palavras vão se formando... é como ver a Lua! É saber estar apaixonado! E como dizia Vinicius, "quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada não". E eu sou uma eterna apaixonada pelas palavras ditas e escritas.

You Might Also Like

4 pensamentos