20:58

quem sou eu?
quem é ela,
lua brilhante?
como me sobro na vida?

quero desmontar o quebra cabeça
deixar uma peça em todo caminho
para mais tarde me procurar
por entre as frestas de sua luz.

me sobra espaço nessa madrugada solitária
me resta a realidade do vazio
a voz que não me deixa dormir
o toque que não recebo.

estranha, perdida em minha solidão
rasgo palavras
e construo meu único e complexo
quebra cabeças...

You Might Also Like

1 pensamentos