Quero me encontrar no fundo do meu coração inseguro. Quero ter certeza das minhas falas, meus gestos. Quero escutar a voz sair de sua boca e entrar em meu ouvido, num sussurro desesperador de desejo. Ouço a batida descompassada do coração de alguém. Talvez o do meu coração misturado com o seu. A imagem de sua mão percorrendo meu pescoço e me puxando de encontro a sua boca macia. Gemidos de desejo. Olhar devorador.
Quero encontrar a lua iluminando meu quarto quando abrir meus olhos e ver você deitada, nua, em minha cama. Acariciar suas costas. Beijar sua nuca. Ler poesia em seu ouvido. As palavras mastigam minha mente. Não consigo dizer tudo o que quero. Elas paralisam. Você continua a dormir. Saio da cama e vou para varanda fumar um cigarro. Realidade ou sonho? Tudo é muito confuso neste segundo. A vida vai passando devagar aos nossos olhos. Um carro passa buzinando e te acorda. Ao levantar me procura pela casa e segue a fumaça com cheiro de menta. Senta ao meu lado e encosta a cabeça em meu ombro. A lua está linda! Ficamos assim até o sol nascer e trazer a realidade diária para nossos corpos tocados pelo desejo da paixão.

Comentários

O Desbunde disse…
caralho!!! me comoveu profundamente!!!!! li como se assistisse a um filme! bjos
Sandra F disse…
Gostei da serenidade que as palavras me transmitiram.Abraço.
nossa, que cena linda! me tocou...
bjos.

obs. depois de eu ter te encontrado no bazar, me deu uma vontade de escrever... iniciei novo blog e, desta vez, não vou deletá-lo... se puder, me visite por lá de vez em quando, ok? pois eu me tornei sua leitora...
Oi querida.

Te linkei ao meu também!

Bjos

Postagens mais visitadas deste blog