Homenagem a Adriana Calcanhotto

Quem resistiria a esse olhar?


Sua voz suave me inebria com palavras doces e sinceras
Eu imagino onde será que você está agora?
Faço viagens dentro de mim
Rumo para caminhos desconhecidos
Para um infinito que cabe no vazio
Vagueio pela sala, rolo na cama
Esse olhar me persegue
Me desnorteia
Estou em milhares de lugares
Estou repartida
Sangro vozes de desejo
Por onde andarei?
Onde será que você está?
Onde será que você está, agora?

Comentários

Anônimo disse…
"Estou repartida
Sangro vozes de desejo" (...)

Que belo, é praticamente o mesmo de falar da alma em pedaços. Amei, bela homenagem. Feliz de quem a recebe. Abraços meus e desejo de uma linda semana...
O Desbunde disse…
calcando sentimentos....
ah! essas vozes
Anônimo disse…
Carol, vc tem aquele cd dela com músicas infantis? Se tiver, empresta pra mim..
beijo,
Roberto
vi um show dela em Cps. é demais!

vc fez uma bela homenagem a ela. gracinha!

um beijo

obs. vou enviar o e-mail pra ele, ok? preciso só scanear. eu não tenho o equipamento, vou pedir pra alguém aqui do jornal...
adoro adriana calcanhoto.... adoro aquela voz, aquelas letras.. aquela retidão...
beijos
Anônimo disse…
que lindo!!!

e esta foto dela também é muito linda!!!

Ana Rê

Postagens mais visitadas deste blog